Empresas incubadas do MIDI Tecnológico ultrapassam expectativa média de vida das startups brasileira

Com 18 anos de atuação, incubadora têm 85% de suas empresas ativas

Com um ecossistema propício para a inovação, muitos empreendedores escolhem Santa Catarina para tirar suas ideias do papel. O MIDI Tecnológico é uma das instituições que fomentam a inovação e ajudam no desenvolvimento das empresas no Estado. A incubadora mantida pelo Sebrae/SC e gerida pela Associação Catarinenses de Empresas de Tecnologia (ACATE),  já ajudou na formação de 107 startups em seus 18 anos de atuação na Grande Florianópolis. Dessas empresas, 85% ainda estão ativas, fazendo um contraponto ao dado da Startup Farm que indica que 74% das soluções brasileiras não sobrevivem aos primeiros quatro anos.

 

O sucesso das empresas incubadas é resultado do trabalho de fortalecimento e amadurecimento das soluções antes de irem para o mercado. Gabriel Santos, coordenador do MIDI, credita o elevado índice de sobrevivência das empresas ao alto potencial das equipes envolvidas. “Além de mentorias e capacitações que alavancam as startups, procuramos qualificar os empreendedores para que saibam qual estratégia adotar em situações de crise”, destaca.

 

Dentro da incubadora, as soluções são validadas por especialistas e modificadas até evoluírem para um modelo sustentável. Os empreendedores incubados também têm contato com uma grande rede de investidores e empresários. A incubada do MIDI EPhealth recentemente recebeu investimento anjo e foi selecionada para o programa de aceleração Darwin Starter.  Pedro Pereira, CEO da empresa, destaca que desenvolver sua solução dentro de uma incubadora foi um divisor de águas. “A incubação é uma certificação inicial que abre muitas portas. Antes dela tínhamos que ir atrás de tudo sozinhos e agora muitas oportunidades vêm até nós. Além de investidores, estar dentro desse ecossistema nos aproximou muito de outros empresários”, exemplifica Pereira.

 

Outras três empresas incubadas do MIDI receberam investimento em novembro e foram selecionadas para programas de aceleração. A empresa Eficid foi escolhida pelo programa Inove Senior para a fase de pré-aceleração da segunda edição. Cacio Packer, Gerente de Inovação da Senior, afirma que a empresa incubada costuma chegar ao processo de aceleração com mais maturidade, um dos principais critérios utilizados na seleção do programa. “Os empreendedores da Eficid, por exemplo, assim como de outras startups, já chegaram ao Inove Senior com bastante experiência e uma ampla visão estratégica, facilitando o acesso ao mercado e aumentando o potencial comercial da solução”, explica.