Ecossistemas conectados: Santa Catarina e São Paulo promovem aproximação de startups e corporates

Ecossistemas conectados: Santa Catarina e São Paulo promovem aproximação de startups e corporates

Com o objetivo de conectar empreendedores, startups e corporates catarinenses e paulistas, a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e o inovabra habitat realizaram evento em São Paulo, após seis meses do anúncio da parceria firmada entre as instituições. Na ocasião, a Associação apresentou para as startups habitantes do inovabra habitat os principais desafios de inovação de suas corporates. O evento foi realizado na manhã desta sexta-feira (11) e contou com a presença do Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, do Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Lucas Esmeraldino, e de representantes das diretorias do Bradesco e da ACATE, além de startups e corporates do inovabra habitat.

A troca de experiência entre os diversos atores do ecossistema já é estratégia conhecida pelo polo tecnológico de Santa Catarina. E é a isso que a entidade que representa o segmento de tecnologia do estado atribui o sucesso de seu setor, que conta com 11,2 mil empresas e 51,8 mil colaboradores.

"Em SC, empreendedores de companhias já consolidadas convivem diariamente com quem está começando a sua startup, em ambientes que também reúnem fundos de investimento, aceleradoras e incubadoras. Isso ocorre pela dinâmica dos nossos centros de inovação, que abrigam todos esses perfis de negócios e recebem diariamente eventos de conexão", diz Daniel Leipnitz, presidente da entidade.

A ideia agora é envolver neste movimento também o ecossistema de São Paulo, maior berço de negócios do Brasil, por meio da parceria firmada com o inovabra. O espaço de coinovação do Bradesco segue a mesma fórmula da ACATE, com grandes empresas, investidores e mentores trabalhando de forma colaborativa.

Parceria entre ecossistemas da ACATE e do inovabra

Lançada em abril deste ano, a parceria visa integrar os ecossistemas catarinense e paulista de tecnologia e inovação. Por meio da parceria, o Bradesco fica responsável por analisar as demandas das corporates e solicitar a ajuda da ACATE para encontrar soluções, assim como a ACATE pode demandar para as startups do inovabra habitat. As empresas catarinenses interessadas em desenvolver saídas para esses desafios devem entrar em contato com a ACATE, que irá validar sua qualificação. Além disso, como parte da parceria, o inovabra habitat garante um espaço físico para os empreendedores catarinenses que estejam em viagem a SP, assim como as startups do inovabra também poderão utilizar os centros de inovação da ACATE, em Florianópolis.